blog

Roda de convivência com refugiados no Sesc Pinheiros
  • 30.março.2015

Encontros semanais nos quais serão investigadas as possibilidades de expressão por meio da utilização de palavras das línguas portuguesa, francesa, espanhola e inglesa, proporcionando momentos de integração dos participantes à cultura brasileira. A ideia central da atividade é suscitar experiências pessoais, histórias de eventos comunitários, impressões, observações e vivências em torno das experiências realizadas.

Com orientação de Lana Sultani, atriz formada pela École Philippe Gaulier (Paris, França), pela Faculdade Paulista de Artes e pelo Senac.

Inscrições na Central de Atendimento (3º andar).

Local: Sala de Oficinas (2º andar)

(Foto: Sergio Matta / Mabou35)

Compartilhe

Prêmio Brasil de Fotografia
  • 08.janeiro.2015

Prêmio Brasil de Fotografia

http://www.premiobrasilfotografia.com.br/

Compartilhe

O Centro de SP - Caio
  • 23.setembro.2014

Caio, 24 anos, nasceu em Goiás. Encontrei ele no viaduto do Chá comendo um lanche. Parei para conversar. Perguntei o que havia acontecido para estar morando nas ruas. Ele me disse que entrou em depressão após sua família ter sido morta num sequestro relâmpago em Goiás. Os pais e as irmãs. Se afundou nas drogas. Já esteve internado antes e hoje parece ter se recuperado. Ele precisava de R$ 7,50 pra poder pagar por um banho.

© Sergio Matta

Compartilhe

O Centro de SP - Derivaldo
  • 23.setembro.2014

Derivaldo tem 39 anos e foi casado durante 9. Perdeu tudo que tinha por causa do jogo e da bebida. Jogava cacheta e truco. Hoje em dia não joga mais mas diz que ainda bebe muito. Vive nas ruas, e já dividiu seu espaço com ratos e outros bichos do lixo. Disse que pegou até doença. Me mostrou sua pele com marcas vermelhas típicas de alergia. A rua judia muito!!

© Sergio Matta

Compartilhe

O Centro de SP - Ailson
  • 23.setembro.2014

Ailson Teixeira da Silva, 18 anos, pelo menos é o que ele se lembra. A primeira vez que fotografei ele foi na copa do mundo na rua Xavier de Toledo, centro de SP. Tempos depois, encontrei com ele perambulando pelas ruas dela. Disse que lembrava de mim e foi com a minha cara, e, que se fosse outra pessoa, ele quebraria a câmera por estar tirando foto dele. Pediu pra publicar a foto na imprensa, que eu iria ganhar muito dinheiro com ela. Toda vez que o encontro, ele pergunta se já publiquei. Contou que enterrou os 4 avós. Um deles morreu de picadas de abelhas. Ganha uns trocados puxando a banca de uns camelôs até o estacionamento na rua Guaianazes onde eles costumam guardá-las. Reclamou que era super pesada. Ele fala com um pouco de dificuldade. Sofreu um acidente e por isso tem a língua presa e uma cicatriz na cabeça. O tio matou seu pai por causa de herança. "Dinheiro é amaldiçoado"

© Sergio Matta

Compartilhe

Projeto TaTo
  • 20.agosto.2014

O tato é um dos cinco sentidos clássicos propostos por Aristóteles, porém os especialistas o dividem em quatro outros sentidos: sistema somatossensorial (identificação de texturas), propriocepção ou cinestesia (reconhecimento da localização espacial do corpo), termocepção (percepção da temperatura) e nocicepção (percepção da dor).

Compartilhe

Edmar Melo Coutinho 49 anos
  • 14.agosto.2014

Edmar Melo Coutinho tem 49 anos.

Sempre que vou ao centro encontro com ele.Nunca tivemos uma conversa de verdade porque em todas as vezes ele está aquecido pela cachaça. Não sei se ele mora na rua ou se a rua é onde ele termina o dia. Dos pucos diálogos que tivemos, ele diz ser apaixonado pelo Roberto Carlos e de ser muito amigo do Dudu Braga, filho do Roberto.Dá ultima vez ele falava sobre a Tupi. Disse a ele que a Tupi não existia mais. Ele ficou triste e falou que eu tinha acabado com ele ou algo parecido, lembro que foi alguma coisa trágica. Em seguida falei que a rádio Tupi sim existia, ele se conformou. Numa daz vezes ele estava sentado numa mureta.Tudo que ele falava era que a rede Globo era a coisa mais linda do mundo. Eu só fotografava. Saí por uns minutos e quando voltei

ele já tava deitado na mureta dormindo, tava quase caindo. Duas peruanas que viram, gritaram pra eu segurar ele.Dei um chacoalhão nele pra ele acordar, nisso elas vieram correndo pra ajudar. Ele acordou no susto, tentou

levantar de repente e caiu no chão. A essa altura eu só fotografava e elas ajudavam ele. Lembro que uma delas falou alguma coisa sobre Deus estar com ele ou algo nesse sentido. Ele olhou, tentou falar algo, não saiu nada. Deitou no chão e dormiu. Ele e a barrigudinha, é assim que alguns moradores de rua se referem a uma pequena garrafa plástica de pinga que tem o formato de um barril.

As fotos são uma sequência dele e as duas meninas peruanas que o ajudaram nesse dia, um domingo à noite.

Compartilhe

D. Margarida
  • 06.agosto.2014

D. Margarida tem 51 anos e sete filhos. Ela nasceu em Pernambuco e mora em SP na cidade de Franco da Rocha. Conheci d. Margarida na escadaria do teatro municipal junto com 5 dos sete filhos. Ela disse que haveria uma reunião com o pessoal do minha casa minha vida e que ela havia sido contemplada, me mostrou o papel do governo. A maior preocupação de d. Margarida é deixar estudo para os filhos. Todos estão na escola. Perguntei sobre seu marido e ela disse que o enquadrou na lei Maria da Penha por tê-la espancado algumas vezes. Ela parecia muito orgulhosa dos meninos e fez questão de falar sobre o carinho com que cuidava deles. Me despedi e disse que voltava. Quando voltei ela já não estava mais lá. Espero que tenha dado tudo certo e que ela tenha conseguido a tão sonhada casa.

Na foto com d. Margarida da direita pra esquerda. José Valdir, José Isaias, José Walmir, José Jeferson, e José Francisco da Silva.

Compartilhe

Brasil x Camarões
  • 08.julho.2014

Série da agência Mabou35 sobre os jogos do Brasil na copa do mundo. Cenas e personagens fazem parte, torcedores ou não. Seja lá o que estiver acontecendo na cidade.

Compartilhe

Paixão Pelo Futebol
  • 02.julho.2014

Escadaria do teatro municipal a espera de Brasil x Chile

Compartilhe

PRÊMIO SANSUNG DE MOBGRAPHIA.
  • 10.junho.2014

Até domingo dia 15 estrarão em Exposição no MIS as fotos vencedoras do PRÊMIO SANSUNG DE MOBGRAPHIA.

A mObgraphia é a arte fotográfica e visual produzida (captada e editada) com celulares, tablets.

Além da Exposição também aconterá Workshops, oficinas e vivências para discussão e aprofundamento no conhecimento na captação de imagens, edição e uso de filtros.

Veja mais informações no site: http://mobgraphia.com/

Compartilhe

Palestra do Fotógrafo Pedro Martinelli
  • 22.maio.2014

O fotógrafo Pedro Martinelli participou de debate do III Encontro Pensamento e Reflexão na Fotográfia, evento promovido pelo MIS (Museu da Imagem e do Som).

O tema do debate foi seu Fotolivro "Gente X Mato" com mediação de Iatã Cannabrava.

Também participaram o designer Ciro Gerard e o jornalista Marcelo Macca que falaram sobre o processo de edição do livro e como foi trabalhar junto com o fotógrafo

Compartilhe

Espetáculo O Quebra Nozes
O Quebra Nozes
  • 03.dezembro.2013

O espetáculo da cia de ballet de cegos Fernanda Bianchini foi a ultima apresentação desse ano. Ele faz parte do nosso projeto cultural onde documentamos a rotina de ensaios e apresentações da cia.

Compartilhe

Mabou35 inicia aula de fotografia para cegos
  • 11.setembro.2013

O fotógrafo Sergio Matta, iniciou com um grupo de cegos aulas de fotografia. As aulas tem como objetivo estimular as alunas cegas a se expressarem através da fotografia.

Na primeira etapa o curso trabalha com técnica, conceitos e questionamentos. Qual é a sua imagem de beleza?

Compartilhe

Cia de Balé Fernanda Bianchini
  • 15.julho.2013

Começamos mais um projeto Mabou 35, estamos documentando a Cia de Balé Fernanda Bianchini. Segue um pouco sobre a compania:

Associação de Ballet e Artes Fernanda Bianchini existe desde 1995 e é reconhecida mundialmente por um método pioneiro desenvolvido pela bailarina e fisioterapeuta Fernanda Coneglian Bianchini Saad. Por esse método, deficientes visuais aprendem a dançar Ballet de forma graciosa, como qualquer outro belo bailarino. O aprendizado se inicia no toque. O passo é ensinado a cada aluno. O professor, sempre com muito carinho, orienta e repete todos os movimentos até que, em certo ponto, os bailarinos dançam apenas com instruções orais.

A Associação dá aulas gratuitas para deficientes visuais de todas as idades, com aulas de Ballet Clássico, Sapateado, Dança de Salão, Danças para terceira idade, Ballet para adultos e música. Com esses cursos, nossos alunos melhoram a postura, o equilíbrio, a noção espacial e a auto-estima, além de romper barreiras e preconceitos.

Compartilhe